HOME

São Sebastião do Alto é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro e conta com uma população aproximada de 8906 habitantes (IBGE 2010).

Estende-se por uma área de 373,26 km², a cerca de três horas de viagem da cidade do Rio de Janeiro e a uma hora de Nova Friburgo.

Conhecido como a Mesopotâmia Fluminense, o município de São Sebastião do Alto tem a sede localizada na “Serra do Deus Me Livre”, com um clima agradável e uma população estimada em pouco mais de nove mil habitantes, divididos em quatro distritos sendo: o Primeiro, Sede; o Segundo, Valão do Barro; o Terceiro, Ipituna e o Quarto, Ibipeba. Em 17 de abril de 1891, foi elevado à cidade e criado o município de São Sebastião do Alto.

São Sebastião do Alto tem como principais rios, o Negro e o Grande que margeiam todo o limite de um lado ao outro de todo o território geográfico do município e faz limite com os municípios de Macuco, Cantagalo, Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena, São Fidélis e Itaocara. Hoje com 123 anos de criação tem um dos prefeitos mais jovens da história, Mauro Henrique Silva Queiroz Chagas, que conduz o executivo municipal com humildade, muita dedicação e trabalho.

Atualmente, o município de São Sebastião do Alto destaca-se como um dos maiores fornecedores de leite da cooperativa de Macuco.

O Brasão do município foi criado pela professora Beatriz Fajardo de Oliveira Viana, uma altense de coração, que chegou ao município no ano de 1954 para lecionar a convite do tio Hermes Ferro, prefeito na época. Para o desenho, a professora se inspirou na beleza da pequena São Sebastião do Alto, nas atividades econômicas do período, a pecuária e a agricultura, que tinha como maior força a cana-de-açúcar e o milho. A coroa imperial e as cores da Bandeira Nacional foram aplicadas no emblema.

O município também teve uma pessoa ilustre no setor da medicina, que foi Dr. Francisco de Paula Fajardo Júnior. Este foi um pioneiro nas pesquisas científicas que colaborou para o tratamento e a cura de doenças como: a descoberta do parasita causador da Malária e da Febre Amarela. Além disso, o médico teve publicações científicas relevantes realizadas junto com Carlos Chagas, Osvaldo Cruz, Adolph Lutz entre outros.

Três eventos se destacam no setor cultural e religioso do município que são: a Festa do Padroeiro São Sebastião, Procissão de Santa Irene de Nazareth e a Encenação da Paixão de Cristo.

O dia do padroeiro é comemorado no dia 20 de janeiro com missa, procissão e a parte social com shows na Praça Dr. Hermes Ferro. O evento atrai muitos visitantes. Vale ressaltar que cada distrito tem o seu padroeiro sendo: Nossa Senhora do Livramento, Valão do Barro; Santa Luzia, Ipituna e São Fidélis, Ibipeba. Assim sendo, feriados municipais nestes dias.

A procissão em devoção à Santa Irene de Nazareth ocorre há vários anos em que se inicia na Igreja Matriz, e assim, se dirige em direção à capela localizada em uma elevação que do lado esquerdo se avista um profundo vale e a Pedra de Santa Irene local de provável aparecimento da santa numa pedra.

O Teatro da Paixão de Cristo é uma prática cultural, onde a sociedade ao longo dos anos pode assistir a um evento que envolve pessoas da comunidade na participação e comovem todos os presentes com cenas fortes da morte de Cristo. Anteriormente, a população se mobilizava, produziam suas vestis e tudo se transformava num momento de reflexão. Durante um período a encenação ficou apenas sendo feita dentro da igreja. No ano de 1991, com a criação da Companhia de Teatro do Centro Cultural Padre Peter Joseph Corbett, a Encenação da Paixão de Cristo começou a ser apresentada em praça pública. Hoje conta com um grupo de noventa atores, se tornando a cada ano que passa um evento ainda maior. Desta forma, atraindo um número considerado de visitantes de outros municípios para assistirem ao espetáculo.

Visite o município de São Sebastião do Alto.